Entre a terra e o mar, as paisagens da Bretanha têm uma diversidade extraordinária: prados e pomares de maçãs para cidra na Ille-et-Vilaine, montanhas sem vegetação, charnecas dos montes de Arrée e vales fluviais inundados pelas marés.  Historicamente, a Bretanha sempre foi uma região de pecuária, com os seus solos favoráveis à produção de forragem e o seu clima que se adapta às explorações pecuárias.  Depois de ter vivido vagas sucessivas de modernização e de mudanças profundas na organização de seus setores de produção e do trabalho nas explorações, ela passou a ser a principal região francesa de produções animais.  Aqui, fabrica-se mais manteiga salgada do que queijos.