Cadeia de qualidade do leite

A segurança sanitária começa na fazenda

O controle da segurança sanitária no setor dos lacticínios começa na fazenda e continua nas fábricas, durante o armazenamento até ao cliente final. Ele é regido por uma regulamentação muito rigorosa, seguida por vários processos voluntários por parte dos criadores e dos industriais.

Os criadores são a principal garantia da qualidade do leite. Eles cuidam da saúde e da alimentação do rebanho e asseguram uma higiene perfeita. Após cada ordenha, os locais e os materiais são desinfetados. O leite é armazenado num tanque a uma temperatura de 4 °C.

O cumprimento das normas europeias relativas à saúde das vacas e ao estatuto sanitário das fazendas é controlado regularmente pelos serviços veterinários do Estado.

Além da regulamentação, os criadores comprometem-se a respeitar a carta de boas práticas de criação que certifica o seu controle na condução do rebanho, a higiene da fazenda e a qualidade superior do seu leite.

 

Critérios de higiene rigorosos para o leite recolhido

Em 1969, a França foi o primeiro país a adotar uma lei de pagamento do leite de acordo com a sua composição e qualidade sanitária. São recolhidas amostras em cada recolha de leite e em cada fazenda.

Os teores de germes e de células somáticas não devem ultrapassar os limites estabelecidos pela regulamentação. Estes são indicadores do asseio do gado e da saúde das vacas. A ausência de resíduos de antibióticos também está sujeita a um controle muito rigoroso. Se o teste for positivo, o leite é pura e simplesmente destruído.

Quando o leite chega à fábrica de lacticínios, ele é sujeito novamente a um controle. Nenhum produto lácteo sai da fábrica de lacticínios se não for possível garantir a qualidade do leite.

Além das colheitas para o pagamento do leite, são realizados controles de forma imprevista pelo menos três vezes por mês por agentes autorizados pelo Estado para verificar a saúde de cada vaca e a qualidade do leite respectivo.

Transfert du lait du camion réfrigéré aux cuves de stockage

 

O leite é analisado da mesma forma em toda a França

Independentemente do local de produção, são aplicados os mesmos princípios de recolha e de controle do leite. Determinadas especificações de produtos podem exigir critérios específicos, como os queijos de leite cru.

Existem 15 laboratórios reconhecidos pelo Ministério da Agricultura que garantem que a análise do leite e o seu pagamento são realizados da mesma forma em toda a França. Eles são certificados por um organismo oficial que atesta a imparcialidade dos resultados e a fiabilidade das análises.

 

Você conhece o certificado sanitário?

Durante a exportação, os produtos são acompanhados por um certificado sanitário que atesta o cumprimento dos requisitos estabelecidos pelo país importador. Este é assinado pelos serviços de controle oficiais.