Qualidades nutricionais dos queijos

Exemplo da composição de um queijo, o Camembert.

Os queijos sempre tiveram um lugar de destaque na cultura gastronômica francesa. Alimento de “prazer”, eles também são alimentos de “saúde” por serem fontes de vários nutrientes, vitaminas, minerais e oligoelementos, entre os quais o cálcio, que contribuem para o equilíbrio alimentar.

Na França, existem mais de 1.200 variedades de queijos. Esta grande diversidade permite às pessoas, independentemente da sua idade, gostos e situação, beneficiar das qualidades nutricionais dos queijos. Estes são, sobretudo ricos em cálcio, mas também contêm uma grande quantidade de proteínas de boa qualidade nutricional, vitaminas, minerais e oligoelementos.

Étirements principaux pour coureurs

 

Nutrientes

O Camembert é o queijo emblemático da França. Proveniente da Normandia, deve o seu nome à vila epônima de Camembert que está situada muito próximo de Vimoutiers, em Orne.

A maioria dos queijos distingue-se pelo seu teor de proteínas, minerais e oligoelementos (cálcio, zinco, potássio, etc.) e vitaminas (vitaminas A, B2, B9, B12, D, entre outras).

A sua composição nutricional depende em grande parte do leite e da tecnologia utilizada e assim, é difícil generalizar. Por exemplo, as massas prensadas cozidas são ricas principalmente em cálcio e fósforo.

Além disso, os queijos contêm

vitamina B9, também designada por ácido fólico. Esta contribui para a formação de glóbulos vermelhos e células nervosas e participa na produção e transformação de proteínas. Esta vitamina está presente sobretudo em queijos azuis (Roquefort) ou com crosta bolorenta (Camembert, Coulommiers, Brie, etc.).

Vitamina A (ou retinol). Esta vitamina está presente nas matérias gordas do leite, nos queijos, nas manteigas e na nata e é importante para a visão, sobretudo a noturna. Desempenha um papel anti-infecioso e na prevenção do envelhecimento, além de ser necessária para o bom estado da pele.

 

Valor energético

O Camembert é o queijo emblemático da França. Proveniente da Normandia, deve o seu nome à vila epônima de Camembert que está situada muito próximo de Vimoutiers, em Orne.

O valor energético dos queijos depende principalmente do seu teor de água e de matérias gordas. Ele pode variar entre 50 Kcal para uma porção de 100 g de queijo branco de 0% a 90 Kcal para uma porção de queijo de massa prensada como o Comté.

 

Matéria gorda

Durante muito tempo, a indicação do teor de matéria gorda dos queijos induziu em erro os consumidores. Em causa, estava uma antiga regulamentação que exigia que fosse indicado o teor de matéria gorda em relação ao peso seco que não tinha em conta a água contida nos queijos! O resultado… Os valores eram muito superiores à quantidade de matéria gorda contida realmente em 100 g de queijo. Assim, o Camembert tinha 45% de matéria gorda embora contivesse realmente 20%. Desde 2007 que a legislação permite indicar o teor de matéria gorda do produto acabado, tal como é consumido. O teor indicado corresponde a 100 g de queijo ou a uma porção razoável de queijo depois da refeição de cerca de 30 g. Por último, e dependendo do queijo, uma porção contém apenas entre 0 e 9 g de matéria gorda.

 

Sabia?

A lactose, os hidratos de carbono ou o “açúcar” contido naturalmente no leite, é em parte eliminado e degradado por microrganismos durante o processo de transformação do leite. Os queijos como o Beurre não contêm essas substâncias ou contêm apenas traços delas.