&

Roquefort

& Roquefort cremoso e Champanhe Brut Rosé

O champanhe…

… um Brut Rosé. Este champanhe é fabricado apenas com uma única casta, o Pinot Noir, e permanece na adega durante mais de dois anos.

A abordagem sensorial: a sua cor rosa tem intensos reflexos de cobre. No nariz, o Rosé revela notas de frutos vermelhos (framboesa madura e por vezes, groselha). Na boca é forte e os frutos vermelhos estão ainda mais presentes. Graças à formação da espuma a baixa temperatura, uma efervescência com uma grande delicadeza revela um sabor de citrinos e especiarias.

 

O queijo…

… o Roquefort AOP, que tem uma massa azul de leite de ovelha proveniente do sul de Aveyron.

A abordagem sensorial: a massa cremosa, elástica e branca tem veios de azul até à extremidade. No nariz, liberta um cheiro de animal e de cogumelos. O sabor equilibrado é intenso sem ser picante. Pode ser degustado durante todo o ano, mas principalmente no outono e inverno para favorecer o leite da primavera.

 

A combinação

O Champanhe Brut Rosé pode parecer um pouco “fácil” em termos de combinação com os queijos azuis. No entanto, a presença de frutos vermelhos tanto no nariz como na boca não desagrada o Roquefort. A característica massa amanteigada e granulosa dissolve-se na persistência. Os frutos combinam com o bolor e o conjunto mantém até ao fim os dois produtos de uma forma distinta e surpreendente.